amor

Eternizando-te

13:10


Existem amores tranquilos e bons, que não transbordam-me em palavras e sentimentos e existe você, que é tranquilo e calmo, que não só me completa. Tu me transborda e quando eu dei por mim já estava junto a ti. Eles vão dizer que esse lance de destino não existe e eu não sei como refutar, mas algo de bom aconteceu e de repente passaram se as horas, os dias, as semanas e os meses. Quando eu me vi, antes que eu soubesse, já estava apaixonada por você e por toda a calma que tu transmites pra mim.
Uma manhã em frente ao rio, seria banal se eu não estivesse com você, naquele lugar que já fomos repetidas vezes. Olhar-te sob a luz do sol, tão pleno, tão anjo, tão meu, leãozinho. Ouvias as minhas histórias, desvendava-me sem que eu percebesse e até hoje conto-te coisas não sei o porquê. Existem amores que são bons e existe você que me faz te amar demais. Eu tenho medo de dizer. E às vezes não digo por medo de te perder.
O amor é paciente. O amor é transcendente. A espera poderia ter sido menor, mas a consciência não podia ter sido melhor. O teu toque manso penetra a minha pele e chega ao coração. Esse momento sempre se repete na minha cabeça... lentamente. A primeira vez que te vi em muito tempo, agora nossos mundos não estavam mais tão distantes. Eu já nem sei o que escrevo, apenas sei que te escrevo. O problema é eu nunca sei como terminar o que escrevo. E pra você eu escreveria um texto sem fim. Porque esse amor me devasta, embora eu não demostre tanto. Às vezes eu só quero estar nos teus braços, longe de toda a tristeza.

... Eu só queria saber o que se passa aí, dentro da sua cabeça. Porque você sabe de mim.

amor

Por que as pessoas tem medo de se machucar?

10:29


Por que as pessoas ficam postando no facebook "crie unicórnios, mas não crie expectativas"? Se isso é uma coisa extremamente natural (?). A gente vê o trailer de um filme ou quantas indicações ele teve no Oscar e já cria a expectativa se ele é bom ou não. Alguns vão para a faculdade dos "sonhos" e depois percebem que não era bem assim. O que é assim é a vida.
Eu acho que vocês tem medo de se arriscar; de sentir; de viver... vocês não conseguem entender que não somos perfeitos? E isso implica errar, se machucar e sofrer. Por que vocês tem medo de se machucar? Se vocês também machucam sem querer (?????). E isso é viver. Viver é se arriscar mesmo. Dar a cara a tapa mesmo. Se apaixonar e se não der certo... apenas siga em frente. Às vezes parece que vocês vivem em um conto de fadas. Vamo acordar pra vida!
Já dizia John Green "A dor precisa ser sentida" e isso vale para qualquer sentimento, qualquer coisa que nos faça sentir vivo. É só assim que aprendemos, que conhecemos ao mundo e a nós mesmos. A única obrigação de vocês é ser melhor para vocês mesmo!

Séries

FEVEREIRO

15:07


Oi gente, hoje vou continuar a série sobre o que li e vi em cada mês e fevereiro, não sei porque não foi um mês muito produtivo para esse tipo de coisa, mas vou lhes recomendar uma série rápida e fofa que conheci nesse meio-tempo, que é.... TAN TAN TAN TAN... Please Like Me.
Please Like Me é uma série autraliana LBGT, super fofa que nos conta a vida do Josh. É uma série com apenas quatro temporadas e uns 38 episódios. É aquele tipo de série que eu adoro, como a vida, mas que às vezes chega a ser um pouco fantasiosa. A gente e ri, chora e se desenvolve junto com os personagens, espero que vocês também curtam!

comportamento

Nós somos diferentes deles

14:18

http://laysealmadaart.tumblr.com/
Nós usamos piercing, pintamos os cabelos de cores "não-comuns", temos tatuagens e ainda assim, temos muito conteúdo para oferecer. Ainda assim temos conhecimento. Nós só não nos vestimos "antiquadamente" (?) ou socialmente... não sempre. Mas isso não muda nossa seriedade, nossa maturidade e nem o quão nos esforçamos para chegar até aqui.

Eu sou mulher, preta e no momento tenho os cabelos cor de rosa, mas eu me esforcei muito para estar aqui, para estudar em uma universidade pública, num curso com visibilidade; eu me esforcei para superar os pré-conceitos que chegam até mim todos os dias. Porque sim. Eles vem! Eles vem mesmo que o Brasil seja miscigenado, eles vem mesmo que eu tenha uns poucos privilégios de ser uma "morena clara". Os pré-conceitos vem... em dose dupla, tripla, ou em bandos de homens, porque eu tenho cabelos coloridos, porque sou afro e porque sou mulher. Seja na rua ou em busca de um emprego, porque as pessoas tem sob mim um julgamento de irresponsabilidade, de que eu sou "doidinha" e não sirvo pra isso ou para aquilo, sem nem ao menos me conhecer. Porque eu sou a carne mais barata do mercado e o topo, para eles, não é o meu lugar.
Mas nós somos novos, somos a geração que tenta extinguir os pré-conceitos e sempre se melhorar. Somos aqueles que se colocam na frente de um embate e debatemos. Somos aqueles que contam piadas, mas não rimos em todos os momentos. Também somos sérios e empenhados politicamente. Somos ativistas. Temos um causa pela qual lutar, pois Brasil, o filho teu não foge a luta! E no momento estamos tentando quebrar esse pré-julgamento sobre a aparência das pessoas, porque somos além... 

Psicologia

Uma breve conversa sobre um problema social

16:50


Familiares, parem de maltratar suas crianças psicologicamente. Chamar elas de "lesmas" ou denegri-las com outros adjetivos pejorativos; gritar com as mesmas sem necessidade; ridicularizar; aterrorizar e ficar as comparando com outras crianças, são atitudes que se qualificam como maus-tratos psicológicos, pois cada uma tem um jeito único. Às vezes parece que vocês não tem condições para criar um ser tão especial que é uma criança, haja vista que esse tipo de atitude exerce impactos devastadores e duradouros sobre as crianças e a sociedade como um todo.
Crianças maltratadas tendem também a desenvolver problemas de abuso de drogas.
50% das crianças maltratadas enfrentam dificuldades na escola.
Maus-tratos na infância podem afetar o desenvolvimento de competências das crianças não só em um único período da vida, mas ao longo de toda a vida.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.